5 tipos de frete para loja virtual

entrega_logistica_para_ecommerce 5 tipos de frete para loja virtual

A lógica é simples e direta: por não contarem com lojas físicas onde os clientes possam efetuar suas retiradas, é indispensável que os e-commerces possuam um excelente serviço de entregas. Entretanto, a verdade é que, na prática, muitos empreendedores acabam tendo dúvidas a respeito das cobranças relativas a esse serviço. Também se encontra nesse grupo? Então, esclareça agora mesmo algumas dessas incertezas com nosso artigo, pois vamos tratar exatamente dos principais tipos de frete para uma loja virtual! Confira:

Frete grátis

Essa modalidade é bastante utilizada e pode acabar sendo o principal fator de decisão entre o abandono do carrinho de compras e o fechamento do negócio por parte dos clientes. Pode até parecer contraditório, mas o frete grátis é altamente vantajoso para o e-commerce, pois é visto como um excelente atrativo pelos consumidores. De toda forma, continua sendo preciso ter em mente que os custos serão totalmente absorvidos pela empresa. Portanto, vale a pena analisar minuciosamente se seu negócio possui condições financeiras de arcar com o pagamento das transportadoras sem comprometer seus lucros e sua saúde financeira.

Frete por região

Esse é um dos tipos de frete mais utilizados por e-commerces pelo mundo afora. Já reparou que, normalmente, o frete para capitais e regiões metropolitanas é menor, enquanto o valor para entregas no interior é mais elevado? E vale ressaltar que, nessa modalidade, a responsabilidade pelo pagamento do frete fica para o cliente! Sendo assim, ao finalizar a compra, o valor do frete calculado para o CEP informado é acrescido ao valor do produto adquirido. Nesse caso, a empresa não arca com os custos do transporte, mas pode correr o risco de sofrer com desistências do carrinho de compras por causa do prazo e do valor da entrega.

Frete com desconto

Uma outra possibilidade consiste em estipular uma certa quantidade de produtos ou um valor mínimo para, a partir dessa meta, oferecer descontos ou até mesmo a isenção total do pagamento do frete pelo cliente. Nesse caso, a responsabilidade do pagamento é compartilhada entre a empresa e consumidor. Essa é uma estratégia que permite que os custos sejam divididos, não pesando demais no bolso de ninguém, além de servir como forma de estímulo para o cliente fazer uma comprar maior.

Frete fiel

A ideia por trás de se oferecer condições especiais para quem participa de programas de fidelidade é semelhante ao que foi descrito no tópico anterior, porém, nesse caso, o objetivo é fazer com que os clientes fiéis — importantíssimos para negócio — obtenham ainda mais benefícios, de forma a se sentirem realmente diferenciados. Esse é um dos tipos de frete que pode contribuir ainda mais para fortalecer sua marca e melhorar o relacionamento com os clientes mais especiais.

Frete fixo

Para aplicar essa modalidade de frete é preciso fazer uma análise bem detalhada das informações de vendas, tais como média de quantidade, volume, preço e peso. Feito isso, basta cruzar os dados com o valor do frete de cada região e definir um preço fixo para as entregas. Mas atenção: nesse caso, é importante delimitar o tamanho ou o peso dos produtos que podem ser adquiridos em cada compra.

Dentre tantos tipos de frete — e olha que ainda há outras opções além das que foram citadas por aqui! —, a melhor alternativa é analisar a realidade financeira da empresa e o perfil de seus clientes, a fim de encontrar uma solução que seja agradável para ambas as partes, sendo que nada impede que mais de uma modalidade de frete seja escolhida para as transações, ok?

E então, já sabe quais opções se encaixariam melhor no seu modelo de negócio? Deixe suas opiniões nos comentários! E aproveite o momento para entender por que frete grátis pode significar lucro!

Deixe uma resposta